Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Tumor diminui, mas Covas ainda fará 5 sessões de quimioterapia

Equipe BR Político

A equipe médica do Hospital Sírio-Libanês que acompanha o prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), informou nesta segunda-feira, 9, que o tumor do tucano teve uma “redução expressiva” após três sessões de quimioterapia. O prefeito, no entanto, fará mais cinco sessões do tratamento, começando nesta segunda-feira, 9. Segundo o infectologista David Uip, que comanda a equipe médica, a permanência ou não do prefeito no cargo será reavaliada ao término de cada sessão.

Como Covas não tem apresentado reações adversas ao tratamento, a principal restrição é evitar aglomerações. Essas restrições devem se manter até fevereiro de 2020.

As sessões de quimioterapia do prefeito continuarão sendo realizadas quinzenalmente e, em cada sessão, Covas ficará internado por dois ou três dias. Como informa o Estadão, a lesão no estômago de Covas já se encontra, agora, em processo de “fibrose e cicatrização”. As metástases nos linfonodos e no fígado também tiveram redução. Segundo o oncologista do grupo, as notícias “não poderiam ser melhores”.