Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Uip pede que Bolsonaro respeite sua privacidade com tratamento da covid-19

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O epidemiologista e coordenador do Centro de Contenção do vírus em São Paulo, David Uip, pediu nesta tarde de quarta, 8, que o presidente Jair Bolsonaro respeito seu direito de não revelar se usou ou não a substância cloroquina durante seu tratamento da covid-19. Nesta manhã, o chefe do Planalto cobrou do médico a informação, interpretando o silêncio de Uip a “questões políticas” pelo fato de trabalhar para o governo paulista. “Presidente, eu respeito seu direito de não revelar o seu diagnóstico. Respeite meu direito de não revelar meu tratamento. Nunca revelei tratamento de meus pacientes, nunca revelei doenças dos meus pacientes sem ser autorizado. Por favor, me respeite e respeite meu direito de privacidade, a privacidade da minha clinica, que lida com doentes sob sigilo absoluto, foi invadida”, afirmou hoje o infectologista durante coletiva. Uip também anunciou que os ataques recebidos serão levados à Justiça. “Tomarei providências legais por essa invasão à minha privacidade e à dos meus pacientes”, disse.

O médico declarou ainda que sugeriu ao ministro Luiz Henrique Mandetta, na semana passada, que o uso da cloroquina fosse ampliado para todos os pacientes internados nas duas condições: “desde que o médico receitasse e o paciente autorizasse”. Ele destacou que o medicamento está em fase de pesquisa e alertou para efeitos cardíacos, hepáticos e visuais indesejáveis.

Tudo o que sabemos sobre:

David UipJair Bolsonarorespeitocloroquina