Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Um chamado para Huck?

Equipe BR Político

A concretização da candidatura presidencial do apresentador Luciano Huck pode ter dado um passo significativo nos últimos dias. Na sua coluna no Estadão, a jornalista Eliane Cantanhêde identificou nas declarações dadas pela apresentadora Angélica, mulher de Huck, à revista Marie Claire, uma espécie de sinal verde para o projeto político.

“Quem acompanha de perto as articulações do “centro democrático” para se recolocar no jogo político e ter alguma chance em 2022 analisa que o último grande obstáculo à candidatura de Luciano Huck caiu com a entrevista de sua mulher, a também apresentadora Angélica, à revista Marie Claire. Angélica nunca quis o marido presidenciável, mas agora classifica a candidatura como “uma espécie de chamado” e admite: ‘É uma coisa tão especial que, se ele quisesse se candidatar, eu apoiaria'”, escreveu Eliane.

Segundo a colunista, a declaração de Angélica “soou como uma senha para o grupo heterogêneo que cada vez se preocupa menos em esconder almoços, jantares e encontros para discutir o lançamento de Huck, mais ativo do que nunca. Ora ocorrem no Rio, ora em São Paulo, mas com personagens que extrapolam esses Estados e o Cidadania – o partido que primeiro apostou no potencial dele”.

Tudo o que sabemos sobre:

luciano huckEliane Cantanhêde