Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Um dia após defesa do teto, governo prepara MP com créditos extraordinários

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Um dia após a reunião para mostrar “união” entorno do teto de gastos, o governo estuda enviar ao Congresso uma Medida Provisória que lhe permitirá abrir um crédito extraordinário de cerca de R$ 5 bilhões para custear obras públicas. A medida permite que os recursos sejam gastos sem as travas impostas pelo teto e teria sido discutida no encontro com Rodrigo Maia (DEM-RJ), Davi Alcolumbre (DEM-AP), Jair Bolsonaro e Paulo Guedes.

A informação foi revelada pelo Estadão. A reportagem lembra que o uso dos créditos extraordinários para bancar gastos públicos na pandemia é uma ideia do ministro Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional), um dos nomes da equipe do Planalto que defenderiam uma maior flexibilização no teto como forma de estimular a economia no pós-pandemia. Foi a pedido dele que o governo preparou uma consulta ao Tribunal de Contas da União sobre a possibilidade de utilizar os créditos como forma de turbinar obras sem violar regras fiscais.