Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Um time com ‘pernas de pau’

Equipe BR Político

Com 73 anos, o ex-prefeito do Rio e vereador César Maia (DEM), pai do presidente da Câmara, se vale de uma metáfora esportiva para descrever o pacote de ameaças à aprovação da reforma da Previdência em entrevista ao colunista Cristian Klein no Valor. Para ele, quem hoje bate pênalti no governo é “perna de pau”.

O “vaidoso” ministro Sérgio Moro, por exemplo, ainda não entendeu que se o governo naufragar, ele vai junto, avisa César Maia ao falar da tentativa do titular da Justiça de impor seu pacote anticrime em plena tempestade pela controversa reforma da Previdência. “Fica quieto, calado, espera um pouco”, sugere. Ele cita ainda, entre os pernas de pau, o Coronel Tadeu (PSL-SP), que chamou Geraldo Alckmin de “assassino”, e o ministro Onyx Lorenzoni. Segundo César Maia, é melhor que o filho se preocupe mais com a possibilidade de o PSDB sair de campo do que com Moro, “que não tem partido”.

Tudo o que sabemos sobre:

César MaiaRodrigo Maiasergio moro