Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Uruguai pede explicação do Brasil sobre apoio de Bolsonaro a presidenciável

Equipe BR Político

O presidente Jair Bolsonaro criou um mal-estar diplomático ao declarar ao Estadão, na terça, 29, que preferiria ver a oposição à situação ganhar no segundo turno da eleição presidencial do Uruguai. “O Uruguai foi para o segundo turno, tem a situação, que vem da política do Pepe Mujica, e uma oposição que é mais alinhada com nossos pensamentos liberais e econômicos. Esperamos, torcemos que aconteça a eleição de alguém mais ligado ao nosso time, aí teríamos o Uruguai afinado conosco”, disse ele. Por isso, o Ministério de Relações Exteriores do país vizinho convocou o embaixador brasileiro em Montevidéu, Antonio Simões, para pedir explicações sobre as declarações de Bolsonaro.

No dia 24 de novembro, os uruguaios vão decidir se mantêm um candidato da Frente Ampla, de centro-esquerda, na Presidência, que seria Daniel Martínez, ou da oposição, Luis Lacalle Pou, que conseguiu o apoio de dois candidatos – Ernesto Talvi, do Partido Colorado, e Guido Maninide extrema-direitaOntem, o próprio Lacalle Pou criticou o fato de Bolsonaro ter comentado o processo eleitoral em andamento de outro país.