Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

UTIs de hospitais públicos e privados rumo à sobrecarga pelo coronavírus

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Levantamento feito pelo Estadão em 12 instituições hospitalares mostra que os sistemas de saúde público e privado do País já enfrentam sobrecarga por causa do aumento do número de internações e registram até 38% de seus leitos ocupados com pacientes com infecção suspeita ou confirmada da doença. Só na rede de hospitais Sancta Maggiore, que conta com oito unidades administradas pela operadora Prevent Senior, já são 275 pessoas hospitalizadas com suspeita ou confirmação da doença, o equivalente a 38% de um total de 727 leitos. Em São Paulo, os Hospitais Sírio Libanês e Albert Einstein, os pacientes com quadro provável de covid-19 já ocupam mais de 20% dos leitos existentes.

Sistemas de saúde registram até 38% de leitos ocupados com pacientes com infecção suspeita ou confirmada do coronavírus

Sistemas de saúde registram até 38% de leitos ocupados com pacientes com infecção suspeita ou confirmada do coronavírus Foto: Flavio Lo Scalzo/Reuters

“Hoje abrimos a terceira UTI exclusiva para pacientes com suspeita da doença. Abrimos uma, lotou. Abrimos a segunda e lotou. Se continuar assim e não forem abertos locais extras, daqui a duas semanas não teremos leitos suficientes”, relata o infectologista Munyr Ayub, do Hospital Estadual Mário Covas, em Santo André, no ABC paulista. Por isso o ministro Luiz Henrique Mandetta tem insistido dia após dia que o melhor remédio contra a covid-19, no momento, é o isolamento, dado ainda que os profissionais de saúde enfrentam falta de material hospitalar de prevenção para trabalhar.