Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Valente acusa governo de compra de votos com emendas

Equipe BR Político

O líder do PSOL na Câmara, Ivan Valente (SP), acusou o governo de estar “comprando votos” ao enviar um projeto de lei para remanejar recursos do Orçamento. O deputado disse, durante sessão da Câmara nesta noite de terça, 6, que o Palácio do Planalto liberou R$ 40 milhões para cada deputado que votar a favor da reforma da Previdência no segundo turno. “Isso é corrupção”, afirmou, informam Idiana Tomazelli e Camila Turtelli, do Estadão.

O governo encaminhou nesta terça, 6, um projeto de lei do Congresso Nacional (PLN) abrindo crédito suplementar de R$ 3,041 bilhões aos orçamentos fiscal e da seguridade social da União, em favor de diversos órgãos do Poder Executivo. O objetivo é abrir caminho para a votação da reforma. Como mostrou o Estado, o PLN faz um remanejamento orçamentário para facilitar a liberação de emendas parlamentares. Como informou a Coluna do Estadão mais cedo, foram prometidos R$ 2,5 bilhões em emendas para parlamentares que votassem a favor do texto durante as negociações do primeiro turno da votação.

Tudo o que sabemos sobre:

Ivan Valente