Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

‘Vamos soltar todos os traficantes do país?’, questiona Moro

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O ministro Sérgio Moro mostrou seu desapreço pelas recomendações do Conselho Nacional de Justiça e do Ministério Público Federal para que presos em regime aberto ou semiaberto com sintomas da covid-19 possam ir para prisão domiciliar. “São recomendações a serem levadas caso a caso. Existe uma recomendação do CNJ e cabe ao juiz fazer a avaliação. Por exemplo, alguns fazem a proposta de soltar todos os presos que não tenham sido condenados por violência ou grave ameaça. Estamos falando de todo tráfico de drogas, basicamente. Grande parte dos grandes traficantes foram condenados só por tráfico. E vamos soltar todos os traficantes do país? Não faz sentido. Não podemos parar a segurança pública e a administração por uma epidemia que ainda não chegou nos presídios”, disse ele à Folha. Do universo dos cerca de 700 mil detentos do País, “não há nenhum registro de preso infectado” pelo coronavírus, diz o ex-magistrado da Lava Jato.

O ministro da Justiça, Sérgio Moro

O ministro da Justiça, Sérgio Moro Foto: Cleia Viana/Agência Câmara

Conforme você leu aqui no BRP, o ministro Marco Aurélio, do Supremo Tribunal Federal, conclamou juízes a analisarem uma série de medidas quanto à população carcerária, entre elas a possibilidade de concessão de liberdade condicional a detentos com mais de 70 anos e de regime domiciliar para presos soropositivos, diabéticos, portadores de tuberculose, câncer, doenças respiratórias, cardíacas, imunodepressoras – pessoas que fazem parte do grupo de risco da covid-19. Mas sobre presos com esse perfil específico, nenhuma palavra foi dita por Moro.

Tudo o que sabemos sobre:

sergio moroCNJcoronavírusPresosMPF