Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Veias abertas da América

Equipe BR Político

A conturbação social e política na América do Sul é o tema da coluna desta terça-feira de Eliane Cantanhêde no Estadão. Ela mostra como a polarização política levou, com sinais trocados, à explosão da insatisfação na Bolívia e no Chile. “Foi-se o tempo dos movimentos que se alastravam em ondas e na mesma direção na América do Sul. Hoje é de cada um por si, com eleições incertas no Uruguai, a volta do nefasto kirchnerismo na Argentina e protestos grandiosos no Chile, Bolívia, Equador e Peru. Sem falar na estraçalhada Venezuela.”

Para ela, alguns dos ingredientes presentes no Chile e na Bolívia já estão presentes no debate brasileiro, e emergem com força com a saída de Lula da prisão. “Não se trata de um debate sobre o que é melhor para o País e para todos, mas uma guerra de acusações e de desconstrução de adversários, em que vale tudo, principalmente o jogo sujo das fake news. Isso piora muito porque Lula precisa de Bolsonaro para reanimar sua tropa e Bolsonaro usa Lula para reaglutinar o bolsonarismo.”