Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

‘Venezuela não será cabeça-de-ponte do totalitarismo na América do Sul’

Marcelo de Moraes

O ministro de Relações Exteriores, Ernesto Araújo, comemorou as manifestações feitas ontem na Venezuela contra Nicolás Maduro. O chanceler afirmou que, assim, como o povo venezuelano, o Brasil “tampouco se intimida” e atuará “pelo fim do regime criminoso”.

“Grandes manifestações anti-Maduro: povo venezuelano não se intimida e seguirá rumo à democracia liderado por Guaidó. Brasil tampouco se intimida e atuará com parceiros democráticos pelo fim do regime criminoso. Venezuela não será cabeça-de-ponte do totalitarismo na América do Sul”, escreveu Ernesto nas suas redes sociais. /M.M.

Tudo o que sabemos sobre:

Ernesto AraújoVenezuelaMaduro