Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

‘Vídeo comprova intenção do presidente de ingerir nas instituições de segurança’

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

A advogada Fátima Miranda, especialista em Direito Administrativo e membro consultor da Comissão de Direito Político e Eleitoral da OAB/SP, fez uma análise para o BRP do vídeo da reunião ministerial do dia 22 de abril entre o presidente Jair Bolsonaro e seus ministros:

“A divulgação do vídeo comprova a intenção do presidente da República de ingerir nas instituições de segurança, em sentido lato, especialmente no que tange às informações que, em seu entender, não estariam chegando ao seu conhecimento. Resta evidente não se tratar da segurança de familiares ou amigos, como vem preconizando o presidente desde que aventou-se publicizar o conteúdo referido.

Causa temor a intenção declarada expressamente de armar a população, insuflando-a contra as instituições, com o suposto fim de proteger a liberdade do povo brasileiro contra eventuais arroubos ditatoriais de terceiros. O viés autoritário do chefe do Executivo é patente e escancara o ataque perpetrado contra a democracia brasileira”.

O presidente Jair Bolsonaro durante a reunião ministerial de 22 de abril

O presidente Jair Bolsonaro durante a reunião ministerial de 22 de abril Foto: Marcos Corrêa/PR

O vídeo é alvo de inquérito no STF que apura se Bolsonaro interferiu politicamente na Polícia Federal.