Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Votação de 2ª instância não será pacífica

Marcelo de Moraes

Exclusivo para assinantes

Na sessão de instalação da Comissão Especial da PEC da 2ª instância, na Câmara, já ficou claro que a discussão sobre o conteúdo da proposta está longe de ser tranquilo. A bancada lavajatista defende a aprovação imediata da proposta, nem fazendo questão de alongar os debates sobre o assunto. Já os partidos de esquerda criticam a PEC, que avaliam ser casuística e apresentada apenas para tentar obter uma nova prisão do ex-presidente Lula.

Pelo alto teor explosivo dessa discussão, a escolha do deputado Marcelo Ramos (PL-AM) para presidir os trabalhos já foi acordada entre os líderes pela sua capacidade conciliatória. Ramos já administrou bem a Comissão Especial da reforma da Previdência, que acabou sendo aprovada sem grandes arranca-rabos nos debates. Além disso, Ramos faz parte do núcleo político de confiança do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, dentro do Centrão, o que reforça o apoio à proposta.

Tudo o que sabemos sobre:

segunda instância