Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Waldery diz que ajuda a Estados e municípios é ‘mais do que suficiente’

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, descartou aumentar a ajuda emergencial para Estados e municípios neste ano e afirmou que a quantia já prevista “é mais do que suficiente”, nesta quarta-feira, 22. Hoje a Pasta divulgou dados que mostram que a arrecadação dos Estados em junho ficou R$ 8,2 bilhões acima da obtida no mesmo mês do ano passado. Para a equipe econômica, o valor transferido aos entes é até maior do que o recuo na arrecadação da maioria e será suficiente para cobrir as perdas a partir de junho.

O secretário especial da Fazenda, Waldery Rodrigues

O secretário especial de Fazenda, Waldery Rodrigues Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Segundo o Ministério, a União transferiu R$ 9,2 bi a Estados de março a junho, valor que ultrapassa o déficit de arrecadação total do primeiro semestre, de R$ 7,1 bilhões. Até junho, no entanto, seis Estados tiveram queda de arrecadação maior que o auxílio da União: Ceará, Minas Gerais, Pernambuco, Paraná, Rio de Janeiro e Rio Grande do Norte.

“Mesmo a União estando deficitária há sete anos seguidos, estamos em processo de transferência de mais R$ 60 bilhões (em quatro parcelas) que já é um valor considerável”, disse o secretário.