Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Weintraub alega ‘depressão’ por nota baixa na USP

Equipe BR Político

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, publicou nesta tarde de sexta, 3, um vídeo em resposta à divulgação de seu histórico escolar da época em que era aluno de Ciências Econômicas na USP. As fotos com as notas do ministro foram divulgadas pelo cientista político Alberto Carlos Almeida em seu Twitter. “O ministro se graduou em economia com média abaixo de 5,0 e foi reprovado em quase 40% das disciplinas em que se matriculou”, escreveu Almeida. No vídeo, Weintraub confirma a veracidade das notas divulgadas. “Eu era muito jovem, tinha 17 anos. Nesse primeiro ano e meio de faculdade, meus pais se separaram, teve o Plano Collor, minha família se desmanchou, tive depressão e sofri um acidente”, diz. Por conta desse acidente, o ministro afirma que não pôde escrever durante seis meses e apenas um professor permitiu que realizasse um exame oral. Weintraub exibe uma cicatriz no final do vídeo.

O ministro da Educação disse, ainda, que o acesso a seu histórico escolar é ilegal. Na série de tuítes em que comenta os resultados obtidos pelo ministro, Almeida escreve: “Ele era bom de balbúrdia”. A frase refere-se à declaração de Weintraub ao Estadão de que promoveria cortes orçamentários em universidades federais que tivessem queda no desempenho e promovessem “balbúrdia”. O ministro foi acusado pela oposição de basear-se em critérios ideológicos para promover tal medida.

Tudo o que sabemos sobre:

educaçãoAbraham Weintraub