Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Weintraub critica Proclamação da República

Equipe BR Político

A Proclamação da República foi “o primeiro golpe de Estado no Brasil”, segundo o ministro da Educação, Abraham Weintraub. Na manhã desta sexta-feira, 15, por meio de uma sequência de tuítes, o auxiliar do presidente Jair Bolsonaro criticou as comemorações pelo fim da monarquia.

Ele começou a mensagem dizendo que não defende a volta da monarquia, mas: “O que diabos estamos comemorando hoje? Há 130 anos foi cometida uma infâmia contra um patriota, honesto, iluminado, considerado um dos melhores gestores e governantes da História (não estou restringindo a afirmação ao Brasil)”, escreveu sobre o imperador Dom Pedro II, que cedeu o comando do País em 15 de novembro de 1889 ao Marechal Deodoro da Fonseca, primeiro presidente do regime republicano.

O ministro também deu um jeito de criticar a ex-presidente Dilma Rousseff (PT) e tecer elogios à princesa Isabel, filha de Dom Pedro II , e à dona Leopoldina, mulher de Dom Pedro I.

“Para as feministas refletirem: o Império teve seus dois principais atos assinados por mulheres educadas, inteligentes e HONESTAS! Elas nos governaram bem antes de Dilma. A Lei Áurea e Nossa Independência foram assinadas respectivamente pela Princesa Isabel e por Dona Leopoldina”, disse.