Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Weintraub curte post de Olavo pedindo prisão de governadores

Vera Magalhães

Exclusivo para assinantes

No dia em que pode vir a público a íntegra da reunião ministerial de 22 de abril, em que teria pedido a prisão dos ministros do Supremo Tribunal Federal, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, curtiu um post do polemista Olavo de Carvalho no Twitter condenando Jair Bolsonaro por ter feito uma reunião amistosa com os 27 governadores, quando, na sua opinião, deveria mandar prendê-los.

“Como foi possível o presidente aceitar uma reunião gentil com governadores que ele deveria botar na cadeia?”, escreveu o ideólogo do bolsonarismo, no post curtido pelo ministro da Educação.

Publicação de Olavo de Carvalho no Twitter

Publicação de Olavo de Carvalho no Twitter

Weintraub é um dos que podem sair mais desgastados da divulgação do vídeo da reunião. O ministro da Educação já é alvo de um inquérito no STF, conduzido pelo mesmo Celso de Mello, sobre as denúncias de Sergio Moro (e, nessa condição, assistiu ao vídeo da reunião e decidirá nesta sexta-feira sobre sua divulgação).

Na investigação em curso, Weintraub é acusado de racismo por conta justamente de sua atuação nas redes sociais. No mesmo Twitter em que agora curtiu o post de Olavo de Carvalho propondo a prisão de todos os governadores, o ministro usou uma tirinha da Turma da Mônica para ironizar os chineses.

Publicação de Abraham Weintraub no Twitter

Publicação de Abraham Weintraub no Twitter