Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Weintraub fica em silêncio em depoimento à PF

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Adepto da verborragia típica do governo Bolsonaro, Abraham Weitraub ficou em silêncio durante seu depoimento à Polícia Federal nesta sexta-feira, 29, segundo apurou o Estadão. O ministro foi ouvido por ordem do ministro Alexandre de Moraes, na condição de investigado no inquérito que apura uma rede de fake news contra o Supremo Tribunal Federal.

O ministro da Educação, Abraham Weintraub

O ministro da Educação, Abraham Weintraub Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

O depoimento foi prestado antes mesmo que houvesse uma decisão sobre o habeas corpus preventivo pedido pelo Ministro da Justiça, André Mendonça, que visava impedir uma prisão do atual titular do MEC. Weintraub falou durante reunião ministerial do último dia 22 de abril que queria a “prisão” de “vagabundos”. “A começar pelo STF”, disse o ministro, em fala que se tornou pública devido a gravação divulgada por decisão de Celso de Mello, no inquérito que apura possível interferência de Jair Bolsonaro na PF.