Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Weintraub ironiza ‘reitores de esquerda’

Equipe BR Político

Na ressaca do anúncio do contingenciamento de recursos do governo federal a todas as universidades federais do País, o ministro Abrahm Weintraub (MEC) questionou a tolerância e a pluralidade dos “reitores (ditos) de esquerda”, nesta quarta, 1, pelo Twitter. Segundo o titular da Educação, questioná-los seria o mesmo quanto “pedir sugestões sobre doces a diabéticos”.

Segundo o Valor publicou em janeiro, neste ano haverá mudanças em reitorias de 11 universidades federais do País. Hoje, a escolha do comando delas se dá majoritariamente por meio de consulta, em que a universidade fornece à Presidência uma lista tríplice a partir dos votos de professores, com 70% de peso, e técnicos e estudantes, com 30%. As instituições, no entanto, adotam paralelamente ao modelo oficial a prática do sistema paritário, distribuindo 1/3 do peso do voto para cada uma das partes, como forma de consulta informal. Esse procedimento amplamente usado pelas instituições estaria sob ameaça, de acordo com a publicação.

 

Tudo o que sabemos sobre:

Abraham WeintraubMECuniversidades