Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Weintraub sugere adiar Enem por 30 a 60 dias

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Após votação no Senado, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, sugeriu na manhã desta quarta-feira, 20, que o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) seja adiado por 30 a 60 dias. Os senadores aprovaram ontem por 75 votos, o texto-base do projeto que suspende a realização da prova. A proposta não estabelece uma nova data.

O ministro da Educação, Abraham Weintraub

O ministro da Educação, Abraham Weintraub Foto: Dida Sampaio/Estadão

“Diante dos recentes acontecimentos no Congresso e conversando com líderes do centro, sugiro que o Enem seja adiado de 30 a 60 dias. Peço que escutem os mais de 4 milhões de estudantes já inscritos para a escolha da nova data de aplicação do exame”, escreveu Weintraub no Twitter. O ministro ainda completou informando que a participação dos estudantes inscritos poderá ser feita por meio do site do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) de forma “direta, democrática, transparente e segura”.

Ontem, também pelo Twitter, o ministro havia sugerido organizar uma espécie de votação entre os participantes do Enem, para consultá-los sobre o adiamento do exame. Segundo ele, 4 milhões de pessoas já se inscreveram para realizar a edição de 2020 da prova.

Tudo o que sabemos sobre:

Abraham WeintraubEnemadiamento