Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Weintraub vai prestar explicações ao Senado nesta terça

Equipe BR Político

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, não terá vida fácil, nesta terça-feira, 11. Isso porque, às 11h, ele comparecerá à Comissão de Educação do Senado para falar sobre os problemas com a correção e atribuição de notas do Enem de 2019. Cerca de 5.900 alunos receberam as notas erradas.

Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

O encontro com os senadores, nas próprias palavras do ministro ao falar sobre as universidades públicas, promete “balbúrdia”. “Nesta terça, 11/02, às 11h, estarei à disposição no Senado para esclarecer as inúmeras mentiras que foram propagadas sobre o Enem 2019 e mostrar o trabalho que estamos realizando frente ao Ministério da Educação. Será uma grande oportunidade”, escreveu o ministro, na noite de ontem, em sua conta no Twitter.

Os questionamentos dos senadores não devem ficar restritos ao Enem. Autor de um dos requerimentos que pediram a convocação do ministro, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) citou relatório da comissão externa da Câmara dos Deputados destinada a acompanhar o desenvolvimento dos trabalhos do ministério, que apontou diversos erros de gestão. No início do mês, cerca de 20 deputados pediram ao STF o impeachment do ministro.

“Dentre os inúmeros problemas de gestão do MEC e do Inep, o relatório da Câmara dos Deputados apontou diminuição no nível de escolaridade dos ocupantes de cargos comissionados, a instabilidade, a baixa capacidade no recrutamento e baixa qualidade na retenção do corpo técnico. Isso resultou em vacância nos cargos estratégicos e paralisia decisória em coordenações e secretarias da pasta”, afirmou Randolfe.

Tudo o que sabemos sobre:

impeachmentsenadoAbraham WeintraubMEC