Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Wellington: ‘Harmonização entre os Poderes não pode ser letra morta’

Marcelo de Moraes

O governador do Piauí, Wellington Dias, criticou a atitude de Jair Bolsonaro de divulgar pelo seu Whatsapp vídeos pedindo mobilização para o protesto contra o Congresso. Ele diz que chegou a duvidar que a situação, revelada pelo BRP, pudesse ser real.

Welligton Dias, governador do Estado do Piauí. Foto: Marcos Corrêa/PR

“Confesso que, no mundo dos fakes news, eu não acreditei quando a mim chegou a informação que o presidente da República, Jair Bolsonaro, estaria convocando uma manifestação contra o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal”, diz. “Não consigo imaginar que eu ou qualquer governador possamos organizar manifestação contra o Parlamento e o Judiciário”, critica.

Para o governador, a harmonia entre os Poderes é uma necessidade e não pode ser flexibilizada. “Acredito que se a Constituição prevê a obrigação da harmonia entre os Poderes, não pode ser letra morta. Tem uma razão de ser. Quem é presidente da República quando fala é o País quem fala, é em nome de 210 milhões de brasileiros e brasileiras”, afirma.

Para o governador, essa era a hora de se buscar mais diálogo, especialmente por conta dos problemas externos que podem afetar a economia do País. “Num momento delicado, o desafio de enfrentar o coronavírus que se espalha pelo mundo e chegou ao Brasil, a economia débil e sinalizando piora, tudo o que o País mais precisa é de diálogo e não de tensionamento”, diz. “É a democracia que precisa da União de todas as forças para reagir com a coragem e firmeza necessária e creio que todos nós governadores estaremos juntos pelo respeito à Constituição e na defesa da democracia, por ambiente de paz social”, afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:

Wellington Diasprotesto contra o Congresso