Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Witzel: ‘Acordei perplexo com as declarações do Mandetta’

Gustavo Zucchi

Exclusivo para assinantes

Em meio a “guerra” com o Palácio do Planalto, o governador do Rio, Wilson Witzel, criticou as declarações do até então intocável ministro da Saúde, Henrique Mandetta. Witzel disse que o ministro “contraria suas declarações anteriores” ao falar que medidas tomadas pelo Estados foram “exageradas”. “Eu acordei perplexo com as declarações do ministro Mandetta sobre as medidas que tomamos para conter o coronavírus. Diz que as medidas foram exageradas, contrariando suas próprias declarações anteriores”, disse Witzel no Twitter.

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Wiztel

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Wiztel Foto: Wilton Junior/Estadão

“Ao mudar suas orientações, entrando na economia e se alinhando com as declarações do presidente Bolsonaro, Mandetta dá um tom político, que não cabe nesse momento. Sigo agora o nosso secretário de Saúde e as orientações da OMS”, afirmou, realçando que as medidas tomadas no Rio serão reavaliadas apenas no dia 4 de abril, seguindo orientações da Organização Mundial da Saúde e do secretário de Saúde do Estado, Edmar Santos.