Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Witzel compara Bolsonaro a Chávez e critica Guedes

Equipe BR Político

Em mais um capítulo da briga entre o presidente Jair Bolsonaro e o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), o governador comparou Bolsonaro a outros líderes que considera autoritários, incluindo o venezuelano Hugo Chávez – a quem se referiu como “o outro maluco lá da Venezuela”. “(A retórica de Bolsonaro é algo) Típico de (Alberto) Fujimori, (Recep Tayyip) Erdogan, o outro maluco lá da Venezuela…(Hugo) Chávez. Típico de quem não respeita diversidade de opiniões.”

O governador, que já demonstrou anteriormente apoio à campanha presidencial de Bolsonaro em 2018, resolveu adotar um tom moderado ao falar sobre assuntos nacionais e sobre a conjuntura política da América do Sul. Segundo o Broadcast Político, nesta terça-feira, 17, Witzel destacou a importância de uma política de bem-estar social. Neste sentido, o governador disse que o ministro da Economia, Paulo Guedes, não deveria pensar apenas em contenção de despesas.

Também nesta terça-feira, 17, uma pesquisa do Datafolha revelou que a aprovação da política de segurança pública do Rio de Janeiro cresceu sob a gestão de Witzel, subindo de 3%, em março de 2018, para 15% neste mês. A taxa de reprovação à política do governo na área caiu de 85% para 55%. No entanto, isso significa que a maioria da população fluminense ainda reprova a gestão do governo na área da segurança. Mesmo com queda de 21% nos números de homicídios dolosos entre janeiro e outubro na comparação com o mesmo período de 2018 – o que segue a tendência nacional -, o número de mortes cometidas por policiais no Estado chegou ao recorde de 1.546 até outubro, maior número desde 1998.