Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Witzel pede ao STJ que depoimento à PF seja marcado

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Alvo de operação da Polícia Federal na última terça,-feira o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), se adiantou à convocação e, por meio de seus advogados, entrou com um pedido no Superior Tribunal de Justiça (STJ) em que solicita o agendamento do depoimento do mandatário fluminense à PF.

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel Foto: Adriano Machado/Reuters

“Os advogados do requerente passaram o dia (ontem) tentando estabelecer contato com a d. Autoridade Policial, por meio de telefone e e-mail, para ajustar dia e hora para seu depoimento. Como o contato não foi possível, serve a presente para ratificar que o requerente segue à disposição da d. Autoridade Policial (…)”, escreve a defesa no pedido enviado na quinta ao STJ.

Ao autorizar a operação da última terça, o ministro Benedito Gonçalves determinou a “oitiva imediata” de Witzel, mas ela depende de intimação da PF. O governador foi alvo de mandado de busca e apreensão e teve três celulares e três computadores levados pela PF. A investigação apura a relação de Witzel com o esquema de corrupção na Saúde em meio à pandemia.

No dia seguinte à operação, dois novos pedidos de impeachment do governador foram protocolados na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro. Com isso, Witzel já soma cinco pedidos de impedimento em menos de um ano e meio de governo.

Tudo o que sabemos sobre:

Wilson WitzeldepoimentoSTJPolícia Federal