Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Witzel também ‘desalinhado’ a Bolsonaro

Equipe BR Político

O governador do Rio, Wilson Witzel (PSC), assim como João Doria, também vive agora momento de distanciamento do presidente Jair Bolsonaro. Nesta terça, 30, o ex-magistrado desejou que “os mortos descansem em paz” ao ser questionado pela revista Época sobre a polêmica declaração do então aliado de campanha, Bolsonaro, de que o pai do presidente da OAB foi assassinado pelo próprio grupo do qual fazia parte, a Ação Popular, e não nas mãos do Estado.

“A Lei da Anistia sepultou todos os fatos relativos ao período militar, que os mortos de todos os lados descansem em paz”, afirmou Witzel, que, na segunda-feira, 29, nomeou João Carlos Mariano Santana Costa como subsecretário de Projetos Especiais, que é ligado ao secretário de Educação, Pedro Fernandes, uma das apostas do governador ao cargo de prefeito do Rio, segundo O Dia. O deputado estadual Rodrigo Amorim (PSL), pré-candidato ao posto, teria ficado a ver navios com a nomeação.

Tudo o que sabemos sobre:

Wilson WitzelJoão DoriaJair Bolsonaro