Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

XP/Ipespe: Após saída de Moro, governo tem 49% de reprovação

Cassia Miranda

Exclusivo para assinantes

Após a saída do ex-ministro Sérgio Moro, a popularidade do presidente Jair Bolsonaro está em queda. É o que mostra pesquisa divulgada nesta segunda-feira, 4, pela XP/Ipespe.

Em seis dias, a avaliação de que o governo Bolsonaro é ruim ou péssimo passou de 42%, em 24 de abril, para 49% no dia 30. O intervalo marca uma semana após a saída do ex-juiz do Ministério da Justiça e Segurança Pública. A soma de bom e ótimo caiu de 31% para 27%, chegando ao menor nível já registrado.

Avaliação do governo depois da saída de Sérgio Moro

Avaliação do governo depois da saída de Sérgio Moro Foto: Reprodução

A expectativa dos entrevistados sobre o futuro do governo segue a mesma linha: 46% esperam uma gestão ruim ou péssima, um aumento de 8 pontos porcentuais em uma semana. E 30% estão otimistas com o governo.

Coronavírus

A pesquisa também revela um aumento na preocupação da população com o avanço da pandemia do novo coronavírus. 48% dos entrevistados dizem estar com muito medo da doença, um salto de 7 pontos porcentuais em uma semana. Aqueles que disseram não estar com medo do vírus representam 18%, enquanto 33% dizem estar com pouco medo.

Também cresceu o repúdio à postura do presidente Bolsonaro durante a crise sanitária. Agora, 54% avaliam como ruim ou péssima a postura do mandatário em meio à pandemia, contra 23% de avaliações positivas. No início do mês, os grupos correspondiam a 44% e 29% dos eleitores, respectivamente.

A pesquisa XP/Ipespe ouviu 1.000 eleitores de todas as regiões do País, a partir de entrevistas telefônicas realizadas por operadores entre 28 e 30 de abril. A margem máxima de erro do levantamento é de 3,2 pontos porcentuais para mais ou para menos.