Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Zambelli após suspensão: ‘PSL comete um grave erro político’

Equipe BR Político

Suspensa de suas atividades partidárias por seis meses, a deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) — que teve sua punição confirmada nesta terça-feira, 3, pelo diretório nacional da sigla — afirmou que a decisão “só pode prejudicar o Brasil”. Além de Zambelli, foram suspensos outros 17 deputados, incluindo Eduardo Bolsonaro (PSL-SP).

“Isso que fizeram demonstra não só arbitrariedade, como também falta de compromisso com os desafios que o País tem. Nós, suspensos, desempenhávamos importante papel nas principais comissões. O PSL comete um grave erro político que só pode prejudicar o Brasil”, disse Zambelli, em nota. Além disso, a deputada afirmou que o partido precisa ser transparente. “A direção (do PSL) precisa ser capaz de compreender o novo momento em que o País vive, no qual conviver com críticas e ser transparente é o mínimo que a população espera”.

Outros deputados suspensos pela legenda também afirmam que foram punidos por pedir “mais transparência” dentro do partido, e por apoiarem o presidente Jair Bolsonaro. Como você leu aqui no BRP, a suspensão é resultado da divisão interna da legenda entre a ala bolsonarista e a ala bivarista (que apoia o presidente nacional do PSL, Luciano Bivar). Com a decisão do diretório nacional, foram afastados principalmente deputados ligados a Bolsonaro.

“A turma da foto aí embaixo do PSL raiz,como se autodeclaram, puniu com suspensão de 6 meses a mim e a vários outros deputados que pedimos transparência ao PSL. @BolsonaroSP (Eduardo Bolsonaro) e outros pegaram 12 meses,outros 10, outros 3 meses. Querem calar os soldados do @jairbolsonaro e se dizem leais”, escreveu a deputada federal Bia Kicis, do Distrito Federal, no Twitter.

O deputado Filipe Barros também acusou o PSL de punir “quem pediu por transparência” no partido. Já o deputado Carlos Jordy (PSL-RJ) afirmou que foi suspenso por apoiar Bolsonaro. “Hoje o diretório nacional aprovou o parecer e fomos suspensos. Isso tudo por cometermos o ‘grave erro’ de apoiar o presidente @jairbolsonaro e derrubar o inábil Waldir”, escreveu Jordy, referindo-se à batalha pela liderança do PSL na Câmara que opôs o deputado Eduardo Bolsonaro ao deputado Waldir.

 

Tudo o que sabemos sobre:

PSLCarla Zambelli