Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

‘Zambelli prefere cumprir o papel de Mãe Dinah’, rebate Doria

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), criticou nesta quarta, 10, a deputada Carla Zambelli (PSL-SP) após ela incluir seu nome entre os próximos alvos de operações da Polícia Federal. Ela já havia adiantado que os governadores Wilson Witzel (PSC) e Helder Barbaralho (MDB) receberiam visitas de agentes da PF, como de fato ocorreu, em investigações sobre suspeitas de desvios de recursos públicos no combate à pandemia do novo coronavírus. Carla é mulher do coronel Antônio Aginaldo de Oliveira, comandante da Força Nacional e coronel da Polícia Militar no Ceará.

“Ela prefere cumprir o papel de Mãe Dinah (vidente) do que de parlamentar. Ela trata a Polícia Federal como polícia privada. Em qualquer lugar, se ela estiver exercendo essa função, estamos falando de uma polícia política. São Paulo não precisa de uma deputada que prefere engraxar as botas do militares e do presidente”, disparou Doria em coletiva nesta tarde.

Mais cedo, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, disse à Rádio Gaúcha que “se não houve (vazamento) ela tem bola de cristal; uma coisa ou outra”.

Tudo o que sabemos sobre:

João DoriaCarla ZambelliPFvazamento